DESCOLAMENTO DE RETINA

O que é?alt
A retina está localizada no fundo do olho; é fina como uma folha de papel e corresponderia ao filme da máquina fotográfica.

 

 

Após o descolamento do vítreo que ocorre naturalmente com o avançar da idade, algumas vezes ocorre o aparecimento de um rasgo ou rotura na retina pela tração exercida pelo vítreo. Se esta rasgadura não for tratada com a fotocoagulação da retina este paciente pode evoluir para o descolamento de retina.

Quais são os sintomas?
Os sintomas iniciais do descolamento são:

  1. “Flashes” luminosos;
  2. Presença do aparecimento súbito de moscas volantes ou corpos flutuantes;
  3. Mancha no canto da visão (tipo cortina).

Estes sintomas só ocorrem nos casos de descolamento da retina?
Estes sintomas também podem ocorrer nos descolamentos do Vítreo, afecção benigna que ocorre com o envelhecimento; por este motivo, apresentando este sintoma procure o seu oftalmologista.

Nos casos mais avançados o paciente pode sentir a presença de uma mancha que cobre totalmente o campo de visão.

Como é o tratamento?
O tratamento é cirúrgico e deve ser realizado o mais precocemente possível, para minimizar as seqüelas.

As técnicas que podem ser empregadas são:

  1. Retinopexia convencional: consiste na passagem de uma faixa de silicone ao redor do olho;
  2. Vitrectomia: cirurgia intraocular com injeção de um gás ou óleo de silicone ao termino da mesma, dependendo do caso;
  3. Retinopexia pneumática: injeção somente de gás expansível; é utilizado somente naqueles casos de descolamentos com rasgaduras pequenas e localizadas superiormente.

Em todas as técnicas o repouso pós-operatório é fundamental, e dependendo da técnica utilizada e do tipo de caso, o paciente deve permanecer com a cabeça posicionada com a face para baixo ou posicionada lateralmente por 2 até 3 semanas, para manter a retina colada.

 

Rua Luiz Razera, 450 - Piracicaba, SP - CEP 13.417-530 - Fone: (19) 3426-3232 Fax: (19) 3426-1174 iop@iop.med.br